Cartas de Mary Stuart serão transformadas em música!

Mary Stuart, rainha da Escócia, é um dos personagens mais enigmáticos da história mundial. Após ser decapitada em 8 de fevereiro de 1587, ela se transformou numa espécie de mito que ainda hoje cativa diversas pessoas. Atualmente, filmes como “Mary Queen of Scots” (2013), ou a série da CW  “Reign”, se encarregam de transmitir para o público um pouco de dua história, embora de uma forma um tanto romanceada. Ela já foi a personagem central de inúmeros romances e biografias. Até mesmo no teatro Mary já fez sua entrada, com a peça escrita por Friedrich von Schiller. Em quase todas essas produções, a imagem da mulher apaixonada se funde com a da rainha martirizada, tornando o resultado dessa composição irresistível aos olhos do público. Agora, compositores atuais irão recitar passagens extraídas de suas cartas num evento bastante especial. 

O musical "Mary, queen of Scots", co-produzido por Louise MacDonald, irã adaptar a vida de Mary Stuart de sua juventude na França até sua morte.

O musical “Mary, queen of Scots”, co-produzido por Louise MacDonald, irã adaptar a vida de Mary Stuart de sua juventude na França até sua morte.

Com o vigésimo festival anual do Extremo Oeste se aproximando em junho, a cidade de Glasgow (Escócia) está se preparando para celebrar a herança cultural de seu país. Para comemorar o legado dos heróis escoceses, o festival de verão será aberto com um musical muito especial. Como parte do Festival do Extremo Oeste desse ano, a Mackintosh Queen’s Cross será o palco para os novos trabalhos de Judith Bingham, Dee Isaacs e Eddie McGuire, incluindo partes da ópera “Mary Stuart Lieder”, de Robert Schumann. O musical apresentará novas canções comissionadas pelos atuais compositores famosos que terão como inspiração cartas de Mary Stuart, rainha da Escócia.

O evento contará como co-criadora a cantora escocesa Louise MacDonald, que irá performar com sua voz em contralto, acompanhada por Ingrid Sawers no piano. A ideia do concerto surgiu dois anos atrás quando Louise fez uma audição para Malcolm Martino, durante sua seleção anual de cantores profissionais. Louise disse que Martino “me perguntou se eu aprenderia a ‘Maria Stuart Lieder’, de Robert Shuman. Eu aprendi um conjunto de cinco canções sobre Mary, rainha da Escócia, e estou muito fascinada pela sua história. Foi maravilhoso saber mais sobre ela, durante um período turbulento da história escocesa. Minha pianista Ingrid e eu decidimos que seria excelente juntarmos outros compositores interessados na história dela para criarmos peças com base em sua vida”.

O musical começará com cinco canções curtas de Shuman que contam pequenos dramas da juventude de Mary Stuart na França até a sua morte, narradas de uma forma dramática. Também foram feitas canções por Eddie McGuire, que focam na sua adolescência, inclusive seu primeiro marido, rei Francisco II, que morreu dois anos após o casamento. Conforme nos conta Louise MacDonald, “ela escreveu belos versos sobre sua morte, que serão postos em duas canções, emolduradas numa peça central baseada numa partitura que Eddie criou sobre o casamento de Margaret Tudor, casada com o rei James IV da Escócia, avô de Mary”. Os dois personagens estarão inclusos no concerto, por fazerem parte da história de Mary Stuart.

Uma das cenas adaptadas no musical será a morte de David Rizzio diante dos olhos de Mary, enqanto estava grávida de 6 meses.

Uma das cenas adaptadas no musical será a morte de David Rizzio diante dos olhos de Mary, enqanto estava grávida de 6 meses.

Louise continua dizendo que: “há também uma cena operística com base na fase da gravidez de Maria, quando seu secretário foi retirado de sua presença e assassinado”. O evento abordará os primeiros dramas da rainha da Escócia, apresentando ao público como sua vida era. “O tema é forte e será performado numa tempo em que as pessoas estão olhando para a história escocesa. O objeto é ainda muito poderoso e relevante hoje em dia”, disse Louise. “Mary, rainha da Escócia, queria trazer a unidade para a Escócia a partir de pessoas de diferentes crenças – ela era uma personagem muito forte”. Por fim, ela convida para o musical “qualquer um que seja interessado por história ou queira aprender algo novo sobre a Escócia”. As entradas custarão em torno de 10 a 12 libras. O evento ocorrerá na noite de sexta, durante a abertura do West End Festival, em 5 de junho.

Fonte: STV Glasgow

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s