Informações e Contato

Renato Drummond Tapioca Neto é aluno do oitavo semestre da faculdade de História da UESC e bolsista do Laboratório de Pesquisa Histórica da mesma instituição.

Renato Drummond Tapioca Neto é formado em História pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e mestrando em Memória: Linguagem e Sociedade pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Fruto das pesquisas desenvolvidas por um jovem estudante de História, o portal Rainhas Trágicas destina-se a resgatar do campo de interpretações equivocadas e dotadas de forte carga preconceituosa, figuras femininas que marcaram época. Passando dos auspícios do período renascentista, onde a passagem de duas monarcas por direito hereditário se destacam (Isabel I de Castela e Elizabeth I de Inglaterra), até o estereótipo daquela tida como a primeira dama europeia (a consorte real francesa), procuraremos analisar como essas senhoras moldaram seus destinos em um tempo de profundo receio para com a gestão feminina, evidenciando assim que as mulheres também tiveram (têm) um forte apelo político no que se convinha denominar Acien Regime (absolutista), aumentando, assim, sua influência ao longo dos anos.

O referido portal, por sua vez, divide-se de acordo com os tópicos de pesquisa do administrador. Por exemplo: a coluna “Au Cours de La Renaissance” (antes pertencida ao site História Pensada), como o próprio título sugere, abrangerá assuntos referentes ao período de renascimento cultural, que compreende os séculos XV a XVII; não obstante, nas páginas “Estante” e “Filmes”, respectivamente, ofereceremos resenhas das principais produções bibliográficas e cinematográficas que tanto servem de referência para a composição dos textos aqui publicados; visualizando um tom mais artístico e espontâneo, em “Fleur de Lis” você poderá observar o enaltecimento de tão iconográficas personagens da História, por meio das mãos do administrador e de outros.

Como não podia deixar de ser, o palco da corte imperial brasileira será o tema da coluna “Mulheres do Império”, que por muito intenciona trazer para o plano nacional a figura do feminino como expressão do determinismo intelectual, moral e político que aqui também predominou e que após muitas manifestações, conseguiu ampliar-se; criada para abrigar textos seriais, a página “Palácios, Falácias e História” (que figurava no site jardimdeclio.com) aborda de forma dinâmica e envolvente a vida de seres ilustres que ainda fazem ferver o imaginário popular. Sendo assim, uma vez explicitadas nossas intenções, esperamos desenvolver um ponto de encontro que atenda a uma demanda diversificada de pessoas, estando por isso aberto a sugestões por meio de comentários deixados nessa página ou através de nosso e-mail de contato: rainhastragicas@gmail.com

O Título do portal deriva do livro da romancista Juliette Benzoni “Reines Tragiques”, que descreve em forma de contos a vida de 18 rainhas de diferentes partes do globo. Ampliando o conceito da autora, o Rainhas Trágicas visa desmitificar a natureza da personalidade de outras tantas mulheres que foram negligenciadas pela obra em questão, das quais, acredito, Ana Bolena (rainha consorte de Inglaterra), Maria Stuart (senhora dos escoceses) e Maria Antonieta (última rainha do absolutismo em França), serão nossa principal fonte de inspiração. Feito essas considerações, resta então ressaltar o imenso prazer em poder compartilhar os resultados de nossos estudos para com leitores interessados pelos temas aqui abordados. Obrigado pela visita e esperamos que retorne sempre!

O administrador, Renato Drummond Tapioca Neto

Contato: drummond.renato@yahoo.com.br

27 comentários sobre “Informações e Contato

    • Olá, Valdenice. Muito Obrigado pelo interesse. Aos poucos postarei mais sobre as intrigas na corte brasileira, envolvendo os membros da família imperial. Disponha 😀

      Curtir

  1. Ia ser interessante uma série de artigos sobre Carlota Joaquina, tipo a que você fez sobre Ana Bolena, visto que a primeira rainha do Brasil é alvo de um triste esteriótipo que reduz sua imagem à de uma ninfomaníaca, esquecem-se que ela foi uma mulher muito forte e de grandes aspirações políticas (como quando preferiu o exílio a abaixar a cabeça para uma constituição, abdicando o poder absoluto que acreditava que Deus a honrara com). =D

    Curtir

    • Posso providenciar isso, Enzo. Tenho em mente fazer primeiro uma micro série sobre D. Maria I de Portugal, para depois passar para D. Carlota Joaquina. Obrigado pela sugestão 😀

      Curtir

  2. Renato, primeiramente parabéns pelo blog! descobri sem querer nas minhas pesquisa de história, pois sou loco por história, apesar de que ainda estou procrastinando a entrada no curso para aprofundar-me. Procurei e não encontrei nada sobre a Imperatriz Sissi. Depois que visitei Viena e tive oportunidade de ter informações e ter também contato com a própria história, me aprofundei um pouco na vida dessa mulher livre, inteligente e confusa, mas a frente de seu tempo. Um grande abraço. Marcos de Oliveira.

    Curtir

    • Muito obrigado, Marcos.
      Já recebi mensagens de outros leitores sugerindo que a vida da Imperatriz Sissi fosse tratada no Rainhas Trágicas. Inclusive, já comecei minhas pesquisas nesse sentido e estou adorando a história desta soberana.
      Espero que retorne sempre.
      Abraço!

      Curtir

  3. Renato, como vai. Parabéns pelo seu bonito trabalho, nos fazendo viajar pela História.
    descobri por acaso seu blog. Pesquisando sobre Valdirene Ambiel, Arqueóloga, cheguei até você. E como você pesquisa sobre D. maria I de Portugal, gostaria de saber se seria interessante você se aprofundar na História dos Albuquerques de Portugal. Porque estamos fazendo a genealogia dos Albuquerques e os Florentinos, que tinham laços de parentescos; inclusive porque segundo a História ambas as famílias se casavam por questões financeiras, e primos entre si. Inclusive minha avó era filha de uma Albuquerque e meu avô era Florentino, ambos primos.
    O que eu quero dizer com isso, é que esse costume perpetuou até meus avós. Gostaria muito de saber mais á respeito, pois é uma História interessante e importante para nós. Mas não tenho recursos e não sei como ir adiante para saber á respeito. Por isso gostaria de saber se você pode me ajudar á esse respeito. Desde já muito obrigada. e estou curtindo muito seu blog. Continue nos mandando notícias, afinal de certa forma os Albuquerque e os Florentinos fazem parte dessa História.

    Curtir

    • Fico muito feliz que tenha gostado do meu blog, Zilda. Ainda estou pesquisando sobre D. Maria I de Portugal para compor um micro série sobre ela. Mas adoraria ajudá-la no que eu puder sobre suas pesquisas, é realmente um história bem fascinante. Muito obrigado pelo seu interesse em meu trabalho. Abraço!

      Curtir

  4. Renato,boa tarde.Simplesmente maravilhoso o seu site,é tudo de bom.Quando começo a ler sobre essas rainhas,eu quase que me transporto àqueles tempos.Fica difícil parar e ir fazer o almoço…rsrs.Amo história e amo seu site.Um grande abraço e continue nos presenteando com essas maravilhas.Muito obrigada.

    Curtir

    • Muito Obrigado, Constança. Me enche de felicidade saber que meu trabalho agrada aos leitores. Espero que você continue nos acompanhando. Um grande abraço! 🙂

      Curtir

  5. Sensacional seu blog, virei fã. Sou Formado em História pela UECE. Amo filmes de época e em especial da série THUDOORS. Um abraço. José Maria Leite

    Curtir

  6. Boa noite! Peço desculpa por chatear, acho este site magnífico mas uma simples coisa (que dá algum trabalho) torná-lo-ia completo. Um menu onde se pudesse ver cada rainha já “publicada” neste site, pois há algumas de que, na minha ignorância, nunca ouvi falar e não sei como encontrá-las neste site. Apenas uma sugestão. Obrigada pelo site realmente informativo!

    Curtir

  7. Olá, muito interessante o site, mas também o livro. Expressa a importancia da mulher antigamente, nessa atual sociedade praticante da misoginia. Prosperidade profissional.

    Curtir

    • Olá, Robério. Muito obrigado. Em citações de endereços da internet não é necessário local. Basta o ano de publicação e a data do último acesso à pagina. Mas, por via das dúvidas, coloque Salvador-BA. Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s