Edição n° 80 da Revista de História da Biblioteca Nacional – “Isabel, uma Princesa de Carne e Osso”

Por: Renato Drummond Tapioca Neto

A Princesa Isabel ainda é hoje um dos personagens mais marcantes da história brasileira. Filha do Imperador D. Pedro II e da Imperatriz D. Teresa Cristina, Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga ligara para sempre o seu nome à lei que emancipou os escravos do país, conquistando, por isso, o título de Redentora. Caso não fosse surpreendida pelo golpe republicano em 1889, provavelmente seria a sucessora de seu pai num terceiro reinado. Mas, infelizmente para a família imperial, quis o destino que as coisas tomassem outro rumo em novembro daquele ano. Com efeito, ainda hoje persistem muitas dúvidas acerca daquela princesa, de educação formal e (acredito) pouco preparada para ocupar o trono imperial. Olhar a maioria de seus retratos é vislumbrar uma mulher quase sempre triste e pensativa, ao mesmo tempo em que enfática e direta em seus desejos. Recentemente, a editora Rocco publicara “Castelo de Papel”, livro da historiadora Mary Del Priore que aborda a vida e as escolhas da “redentora”. Entretanto, muitas outras obras, e demais periódicos, já trilharam um caminho parecido com o da referida pesquisadora, como, por exemplo, a edição de Maio de 2012 da Revista de História da Biblioteca Nacional.

Imagem

Capa da Edição n° 80 da Revista de História da Biblioteca Nacional, com uma foto da Princesa Isabel tirada por Joaquim Insley Pacheco (Coleção Thereza Christina Maria).

Com 24 páginas, a matéria aborda de forma breve a vida da Princesa Isabel, desde sua infância e casamento, até os anos em que governou o Brasil como regente na ausência do pai, terminando na abolição da escravatura e o período em que passou no exílio. Os textos levam a autoria de muitos pesquisadores, como Roderick J. Barman (autor de “Isabel do Brasil: Gênero e Poder no Século XIX”), que escreveu algumas linhas sobre o perfil da herdeira do império, e Robert Daibert Júnior (autor de “A Redentora dos Escravos: Uma História da Princesa entre olhares Negros e Brancos”). A edição ainda é enriquecida com muitas outras contribuições importantes, como as de Augusto de Mattos e do jornalista Audrey Furlano. Por fim, Pedro Corrêa do Lago (Coautor de “Coleção Princesa Isabel. Fotografia do Século XIX”), finaliza a matéria apresentando um excelente estudo sobre a princesa com base em suas fotografias.

Sabendo da Importância deste incrível material, o portal Rainhas Trágicas traz em ótima qualidade para você, nosso leitor, os scans das 24 páginas do Dossiê da Princesa Isabel publicado pela Revista de História da Biblioteca Nacional (n°80), em Maio de 2012. Para fazer o download, basta clicar aqui!

Ps. Ao baixar o arquivo, por favor, deixe um comentário na postagem. Grato!

Anúncios

5 comentários sobre “Edição n° 80 da Revista de História da Biblioteca Nacional – “Isabel, uma Princesa de Carne e Osso”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s