Belos e imponentes: 20 palácios, castelos e mansões e suas fascinantes histórias – Parte III

Por: Renato Drummond Tapioca Neto

Parte importante do patrimônio arquitetônico mundial, palácios e castelos transportam o imaginário popular para um passado remoto, habitado por cavaleiros, damas, príncipes, reis e rainhas. As novelas de cavalaria, os filmes e seriados ajudaram a construir esse universo repleto de trovas e canções, que louvam os feitos de grandes pessoas. Atualmente, tais estruturas refletem o notável progresso da civilização ao longo do anos, não só pela tecnologia utilizada na sua construção, como também pela concepção artística aplicada em sua decoração. Assim, cada parede, escadaria e afresco possuí uma história própria para contar ao visitante curioso, em busca de espaços encantados e narrativas pitorescas. Nessa matéria, selecionamos alguns dos mais belos castelos palácios e mansões espelhadas pelo globo.

Técnica de construção dos antigos castelos medievais

Técnica de construção dos antigos castelos medievais, cujos blocos de pedras eram unidos com a ajuda de grampos de metal. A forma dos grampos era esculpida entre as pedras e então preenchidas com metal derretido. A técnica foi tão eficaz, que muitas dessas estruturas permanecem em pé ou parcialmente erguidas até os dias de hoje.

Castelo de Edimburgo

A beleza atemporal de Edimburgo, na Escócia. Seu imponente Castelo divide o cenário com outros prédios de construção medieval e arquitetura mais recente, emprestando um delicioso sabor de nostalgia à paisagem. É como se mergulhássemos nas páginas de um bom livro de histórias.

Castelo Loket

Pórtico do Castelo Loket, na República Tcheca. Construído no século XII em estilo gótico, o edifício já foi descrito como o “inexpugnável castelo da Boêmia”, devido às suas grossas paredes de pedra. No pátio central, que aparece através do pórtico, é possível ver as lápides da Casa de Margrave, pertencentes ao antigo cemitério Loket. O castelo ainda possui em suas dependências uma masmorra com prisões e uma câmara de tortura. Em outros tempos, a construção pertenceu ao rei Ottokar II da Boêmia, a Sigismundo de Luxemburgo e no século XVI foi lar da Casa Slik, uma das famílias mais ricas da época. Depois passou para as mãos do Sacro Imperador Fernando I, junto com outros bens confiscados dos Slik. Hoje em dia, o castelo é tombado como Patrimônio Nacional da República Tcheca e funciona como um museu.

Castelo de Hever

Fotografia do castelo de Hever, em Kent, na Inglaterra. A residência costumava ser o lar da família Bolena desde o século XV e foi entre essas paredes que a segunda esposa do rei Henrique VIII, Ana, cresceu. Com o declínio da família após a execução da rainha, a propriedade passou para a Caroa, até ser dada para ninguém menos que Ana de Cleves, quarta das seis esposas do rei, de quem ele se divorciou em 1540. Como prova de sua boa vontade, a princesa de Cleves recebeu do monarca não apenas o castelo, como também uma pensão e o tratamento de “irmã do rei”. Com o passar dos séculos, o castelo de Hever passou por alterações significativas, mas sua fachada medieval ainda se encontra bem preservada, assim como alguns de seus cômodos, oferecendo para nós um vislumbre de como seria uma mansão inglesa durante a dinastia Tudor. No século XX, seus jardins (onde a lenda conta que Henrique costumava cortejar a filha de Sir Thomas Bolena) também foram restaurados e hoje a propriedade funciona como um museu, principalmente dedicado ao período henriquino e à sua mais célebre residente: Ana Bolena!

Castelo Sant’ Angelo

A beleza do Castelo Sant’ Angelo, refletida pelas águas do rio Tibre. Construída sobre as ruínas do Mausoléu do Imperador Adriano, a estrutura data do século VI da nossa era, com sua planta em formato circular, que acabaria influenciando muitos arquitetos do período renascentista. Em tempos de crise, como quando as tropas do Imperador Carlos V invadiram e saquearam Roma na década de 1520, o castelo (que fica próximo ao Vaticano) foi a sede da Igreja Católica e serviu como fortaleza para o papado. Atualmente, o prédio foi transformado em Museu e é um dos pontos turísticos mais visitados na capital da Itália.

Catedral de Florença

O incrível chão de mosaicos em mármore da Catedral de Florença, na Itália, datado do século XVI.

A Fonte De Praetoria

A Fonte De Praetoria, em Palermo, Itália.

Castelo Predjama

O encantador Castelo Predjama (ou Predjamski), construção em estilo renascentista, datado do século XVI e edificado dentro de uma cavidade num monte localizado na região centro-sul da Eslovênia. Depois de ter pertencido aos Habsburgo, à família Cobenzl e aos Windischgrätz (seus últimos proprietários), o castelo hoje é propriedade nacional e foi transformado em Museu.

Reggia de Caserta

O belíssimo Reggia de Caserta, um dos palácios reais onde a imperatriz Dona Teresa Cristina passou parte de sua juventude. Construído por ordem do rei Carlos (futuro Carlos III da Espanha) no século XVIII, o edifício em estilo barroco deveria refletir o poder da monarquia napolitana. A rainha Maria Carolina de Habsburgo-Lorena, esposa do rei Fernando IV (avós paternos da imperatriz do Brasil), o transformou também em um importante centro cultural e artístico no Sul da Itália, onde ela recebia diversos artistas, escritores e cientistas do período.

Palazzo Reale de Nápoles

Escadarias do Palazzo Reale de Nápoles, projetadas pelo famoso arquiteto italiano Domenico Fontana. O edifício foi erguido entre o final do século XVI e o início do século seguinte. Costumava ser a sede da família real napolitana e depois do Reino das Duas Sicílias. Foi neste local que, em 14 de março de 1822, a rainha Maria Isabel da Espanha deu à luz sua décima criança nascida do casamento com o rei Francisco I, a futura imperatriz do Brasil, Dona Teresa Cristina de Bourbon. Foi no Palazzo Reale onde a esposa de D. Pedro II passou a maior parte de sua juventude, imersa entre as maravilhas da arquitetura renascentista e da cultura clássica greco-romana. Assim nasceu seu amor pela arqueologia e pelas artes.

Palazzo Daniele

O estonteante saguão e escadarias do Palazzo Daniele, em Veneza. Construído no século XVIII, o Palazzo serviu de residência para várias famílias aristocráticas e de governantes de Veneza, até ser transformado em Hotel em 1822. Atualmente, diversas celebridades, artistas e membros da realeza se hospedam no Daniele quando em passagem pela cidade.

Castelo Roccheta Mattei

O encantador Castelo Roccheta Mattei, localizado em Bologna (Itália).

Castelo de Lichtenstein

O encantador Castelo de Lichtenstein. Também conhecido como “castelo de contos de fadas”, ele foi construído em estilo neogótico em Baden-Württemberg, na Alemanha, entre os anos de 1840 e 1842. Sua estrutura se ergue sobre dois penhascos, situados 250 metros acima do rio Echaz, o que confere ao conjunto uma beleza sublime. Ele foi o lar de Wilhelm, conde de Württemberg, depois duque de Urach. Em seguida, passou para seus descendentes.

Power House

A encantadora Power House, construída em estilo medieval, com uma ponte de pedra sobre o rio Saint Lawrence e torres com telhados pontiagudos. Essa belíssima residência faz parte do conjunto de casas anexas ao Boldt Castle, localizado numa das Ilhas ao redor do Estado de Nova York, erguido no início do século XX. Parece um castelo de contos de fadas!

Palácio do Grão-duque Vladimir Alexandrovich

A suntuosidade das escadarias do Palácio do Grão-duque Vladimir Alexandrovich, em São Petersburgo, na Rússia. Seu trabalho de construção durou de 1867 a 1872 e foi projetado pelos arquitetos Vasily Kenel, Aleksandr Rezanov, Andrei Huhn, Ieronim Kitner e Vladimir Shreter, para o filho do czar Alexandre II. Após a Revolução de Outubro de 1917, a propriedade foi confiscada pelo governo bolchevique e transformada numa casa para estudantes, o que colaborou para que seu interior decorado em variados estilos arquitetônicos fosse preservado.

Castelo de Lednice

Belíssima escada em espiral, no Castelo de Lednice, localizado no Sul da Morávia, na República Tcheca.

La Maison de Science de Lviv

A majestosa escadaria de La Maison de Science de Lviv, na Ucrânia. O prédio foi construído em 1897 pelos arquitetos vienenses F. Fellner e H. Helmer, também responsáveis pelo projeto da Ópera de Odessa.

Hôtel Plaza Athénée

A lendária escadaria do Hôtel Plaza Athénée em Paris, França.

Quinta da Regaleira

O esplendor da Quinta da Regaleira à luz do crepúsculo em Sintra, Portugal!

Palácio Juipur

O interior do belíssimo Palácio Juipur, na Índia.

Um comentário sobre “Belos e imponentes: 20 palácios, castelos e mansões e suas fascinantes histórias – Parte III

  1. Muito importante esses palácios, tanto do ponto de vista arquitetônico quanto histórico. Foi um dos maiores legados que as monarquias reinantes deixaram para o mundo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s