Netflix e TVNow anunciam a produção de novas séries sobre a imperatriz Sissi da Áustria!

Por: Renato Drummond T. Neto

A imperatriz Elisabeth da Áustria, mais conhecida como Sissi, entrou para a história da realeza europeia como um epítome de beleza feminina e tragédia. A vida reclusa da soberana, casada com o imperador Francisco José, serviu de inspiração para a escrita de vários romances e biografias, incluindo o bem produzido filme de 1955 dirigido por Ernst Marischka, que trouxe a talentosa atriz Romy Schneider no papel principal. Com cenários bem montados, figurinos arrebatadores e ótimas atuações, “Sissi” foi um marco na produção de dramas históricos, até hoje não superado por qualquer outra película que retrate a trajetória da imperatriz da Áustria. Contudo, a Netflix e a TVnow recentemente anunciaram a produção novas séries sobre Elisabeth, focadas no período de sua juventude, quando ela era uma princesa bávara vivendo na corte de Munique, na expectativa de um casamento dinástico. A atriz Devrim Lingnau e o ator Philip Froissant já foram escalados para assumir os papéis do casal imperial no drama da Netflix, enquanto Dominique Devenport e Jannik Schümann já apareceram caracterizados nas primeiras fotos da produção da TVNow.

A atriz Devrim Lingnau e ator Philip Froissant já foram escalados para assumir os papéis do casal imperial.

Nos últimos anos, a produção de filmes e séries baseados na história das antigas casas reinantes da Europa têm despertado muito interesse por parte do público. Entre os títulos que se tornaram famosos, basta citar “The Tudors”, “The Borgias”, “The White Queen”, “Reign”, “Isabel”, “Victoria” e, mais recentemente, “The Crown”, cujo enredo é focado no longevo reinado da rainha Elizabeth II e que já acumula uma grande quantidade de prêmios. Com o início das gravações da quinta temporada da bem aclamada série da Netflix anunciadas para junho, a produtora estaria investido em novos dramas de época que possam substituir “The Crown”, que deve se estender por apenas mais uma temporada. Após o lançamento de “Bridgerton”, que se passa na Inglaterra durante o período da regência, a Netflix pretende dar início em breve às filmagens de “The Empress”, com enredo ambientado na corte dos Habsburgo durante a segunda metade do século XIX.

A atriz Devrim Lingnau dará vida ao papel que foi desempenhado com maestria por Romy Schneider nos anos 1950.

Contudo, o lançamento de novas séries de ficção adaptadas em fatos reais sempre gera alguma polêmica entre os entusiastas da realeza, pois nem sempre os acontecimentos são representados de acordo como estão descritos nos livros e registros. Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que filmes e séries não possuem compromisso com a veracidade dos fatos, e sim com sua verossimilhança, ou seja, uma forma de se captar o real em que as possibilidades de criação são muito maiores do que aquelas permitas a um historiador ou biógrafo. Não se deve, portanto, assistir a uma série como “The Crown” ou a futura “The Empress” e assumir suas cenas como uma reprodução fidedigna do passado. Porém, por seu apelo lúdico, dramas de época são muito bons para despertar a curiosidade do telespectador sobre a história por trás da ficção, o que nos leva a procurar outras fontes possíveis que contam um pouco mais da narrativa que acabamos de assistir.

Retrato da imperatriz Elisabeth da Áustriz (Sissi), pintado por Franz Xaver Winterhalter.

No caso de “The Empress”, o enredo será focado nos dramas pessoais e familiares da imperatriz Elisabeth da Áustria. A princípio, a primeira temporada da série terá seis capítulos, que pretendem abarcar as dificuldades de Sissi na realeza, como a difícil relação com sua sogra controladora, as mortes trágicas de seus entes queridos e seu assassinato em 1898 nas mãos de um anarquista italiano. Entre outros aspectos, a produção dará evidência ao complexo da soberana pela magreza e sua obsessão pela aparência. Tendo sido considerada aos 38 anos como “a mulher mais adorável da Europa”, Sissi fazia caminhadas de mais de três horas diariamente e se entregava a exaustivos exercícios no trapézio para manter o talhe de sílfide, que ficava ainda mais afilado com o uso de espartilhos. À medida em que envelhecia, ela simplesmente se recusava a posar par novas fotografias ou telas, de modo que sua imagem permanecesse eternamente jovem na arte e na pintura.

A atriz Dominique Devenport e o ator Jannik Schümann, na série “Sisi” da TVNow (2021).

Não obstante, em 2021 a TVNow também começou a produção da série “Sisi”, também baseada na vida da imperatriz Elisabeth da Áustria. Segundo a descrição no enredo no dite do RTL, o drama:

…conta a história de amor de dois jovens presos entre os desejos pessoais e as forças políticas, entre o poder e a sensibilidade. De um lado está Elisabeth da Áustria-Hungria, chamada Sissi, que era conhecida como ‘a mulher mais bonita da Europa, que lutou contra o rígido protocolo na corte e soube usar o poder de sua aparência para si mesma e para seus ideais. Do outro lado está Francisco José I, que traduziu o peso da coroa em dificuldades pessoais e políticas e que encontrou um aliado incomum em Sissi .

“Sisi” começou a ser filmada em abril de 2021, com data de lançamento prevista na plataforma de streaming alemã TVNow  para o final deste ano. A série está sendo produzida produzida pela Story House Pictures, em cooperação com a Satel Film. Andreas Gutzeit e Jens Freels atuarão como produtores, ao lado de Andreas Gutzeit, Robert Krause e Elena Hell, que escreverão os seis episódios.

Filmes e séries não possuem compromisso com a veracidade dos fatos, e sim com a sua verossimilhança, ou seja, um forma de se captar o real em que as possibilidades de criação são muito maiores do que aquelas permitas a um historiador ou biógrafo (cena do filme “Sissi”, de 1955).

As filmagens de “The Empress” devem acontecer nos palácios imperiais austríacos, como Schönbrunn e mais notadamente o Hofburg, que atualmente abriga um museu inteiramente dedicado à vida da soberana. Eva van Leeuwen, gerente local das série originais da Netflix, disse: ‘Estamos imensamente satisfeitos por poder recontar a história dessa figura deslumbrante e muito querida – com toda a complexidade que constituiu a imperatriz – e, assim, encantar o público que redescobrirá Sissi e também os fãs dos filmes cult dos anos 1950″. Para Leeuwen, “quase nenhuma outra figura histórica possui tanto fascínio e carisma – mesmo além das fronteiras da Áustria e da Alemanha. Não podemos imaginar uma equipe melhor na frente e atrás das câmeras para contar a história de Sissi e Franz e da corte dos Habsburgo do que a Netflix”. A estreia da nova série original está prevista entre os meses de março e junho de 2022.

Fontes:

Daily Mail, Vogue e Tumblr– Acesso em 19 de abril de 2021.

4 comentários sobre “Netflix e TVNow anunciam a produção de novas séries sobre a imperatriz Sissi da Áustria!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s