Convite: Roda de Conversa “Museus e Histórias Controversas: Dizer o Indizível em Museus”

Caríssimos leitores,

Gostaríamos de convida-los para a roda de conversa: “Museus e Histórias Controversas: Dizer o Indizível em Museus”, que ocorrerá durante a 15ª Semana de Museus em Salvador, onde estaremos discutindo, entre outros assuntos, sobre os 200 anos do casamento que mudou a História do Brasil: Pedro e Leopoldina. Irão compor a mesa a doutoranda e museóloga Eliene Dourado Bina, o historiador Renato Drummond Tapioca Neto, e Euler de Almeida Oliva, museólogo e curador das exposições temporárias do Museu Eugênio Teixeira Leal.

Neste encontro queremos discutir a subjetividade da temática, compreendendo o arcabouço de informações que isso significa no que diz respeito às atividades desenvolvidas nos espaços museais que buscam uma relação direta e mais significativa com a sociedade. Nossa proposta é levar aos nossos convidados momentos de reflexão, informação e o despertar da percepção de que, podemos enfrentar os desafios do dia-a-dia de maneira dinâmica e eficaz, onde cada espaço de acordo com sua especificidade possa contribuir para formação de uma relação mais próxima com o cidadão.
No encontro, discutiremos acerca das seguintes peças:

1.     Medalha de prata, de 1817, da Imperatriz Leopoldina da Áustria, quando de sua viagem para o Brasil para selar o casamento com o Príncipe Real Dom Pedro. No reverso consta a figura de uma embarcação, representando sua chegada ao Brasil.

2.     Medalha de prata de 1976, criada em homenagem ao sesquicentenário de sua morte. Tem no anverso a efígie da Imperatriz e no reverso a representação de sua chegada ao Brasil, quando esta se dirige entre uma multidão até uma carruagem.

3.     De 1954, uma medalha de prata dourada, com banda (fita), e que foi cunhada pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo para registrar o traslado dos restos mortais da imperatriz do Rio de Janeiro até São Paulo, em 1954.

4.     Alguns livros da biblioteca complementarão a vitrine: Anuário do Museu imperial. Petrópolis, 1947 (contém cartas de leopoldina); e D. Leopoldina A Libertadora, de Marcos Gaspariam – São Paulo, 1956.

Será no dia 18 de maio, às 14 h, no Museu Eugênio Teixeira Leal (Salvador, Pelourinho). 
Para maiores informações, acessa a página do METL no Facebook: CLIQUE AQUI
Atenciosamente,
Prof. Me. Renato Drummond Tapioca Neto
(idealizador e escritor do blog Rainhas Trágicas)
Anúncios

Um comentário sobre “Convite: Roda de Conversa “Museus e Histórias Controversas: Dizer o Indizível em Museus”

  1. Parabéns pelo site e pela iniciativa de por em discussão a figura de dona Leopoldina. Infelizmente essa grande figura pública que deveria aparecer ao lado de Pedro I nas comemorações do 7 de setembro tem sido fortemente negligenciada pela história e é por ela tratada mais em função do seu trágico amor pelo marido. Nosso país precisa conhecer de fato os que realmente fizeram sua grandeza. A distância me impede de estar presente a esse debate, mas estou encantada com a iniciativa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s