Um ano de Rainhas Trágicas!

Em dois de Outubro de 2012, o portal Rainhas Trágicas iniciava suas atividades, tendo como proposta apenas uma coisa: apresentar para as pessoas o perfil de determinadas soberanas que ficaram injustamente manchadas ao longo da História. Com o tempo, essa ideia foi se alargando, de modo a abranger mais objetivos, tais como resenhas de livros, de filmes, entrevistas, entre outros textos que não estão inseridos no eixo temático do blog, mas que, por sua vez, representam uma discussão bastante interessante para aqueles que gostem do assunto. Todavia, a jornada até aqui não foi fácil, e um ano depois ver que a página está de pé e atraindo cada vez mais pessoas, é sinal de que o projeto deu certo, apesar de todos os obstáculos surgidos ao longo do caminho.

Sempre tive um grande fascínio por mulheres fortes, ainda mais aquelas que lutaram por almejarem ser algo além do que a sociedade permitia. Costumava me encantar com a história de Joana D’Arc e Maria Quitéria, até que finalmente descobri a desventura de uma notória rainha Inglesa, que, segundo meus professores de história do ensino básico, era uma concubina. É interessante perceber como a imagem de Ana Bolena ainda continua maculada aos olhos da posteridade, embora muitos historiadores venham desconstruindo essa interpretação negativa da mesma, assim como com Mary Stuart, rainha da Escócia. Do mesmo modo que elas, talvez Maria Antonieta seja a soberana cuja representação seja a mais deturpada, devido às diversas calúnias levantadas contra sua pessoa. Para muitos, ela sempre será “a austríaca”, responsável pela miséria da França, embora os fatos apontem para uma visão quase oposta.

Ana Bolena, Maria Antonieta e Mary Stuart: as soberanas que serviram de inspiração para a criação do Rainhas Trágicas.

Ana Bolena, Maria Antonieta e Mary Stuart: as soberanas que serviram de inspiração para a criação do Rainhas Trágicas.

Sendo assim, foi com a intenção de compartilhar com as pessoas uma narrativa diferente daquela que é veiculada pela mídia, que resolvi criar esta página. Nunca perdi esse foco, mesmo sabendo que meu trabalho já fora alvo de críticas maldosas, especialmente de gente que não gosta ou não se interessa pelas temáticas aqui abordadas. Houve momentos, inclusive, em que pensei em desistir, e se até hoje estou levando esse projeto para frente, é porque tenho o apoio de vocês, meus leitores, e muitos amigos que sempre estiveram do meu lado, entre os quais, gostaria de citar três nomes: Stéphane Lorene, Luiza Fonseca de Souza e Camila Maréga. A elas, devoto minha eterna gratidão, por sempre escutarem em primeira mão cada ideia que eu tinha para a página e por darem sugestões construtivas para a mesma. Um carinho especial também para minha irmã Vanessa Tapioca, que sempre esteve do meu lado, independente de qualquer coisa.

Antes de ter a configuração que apresenta atualmente, este portal atendia pelo nome de Palácio de Mnemosine, criado por mim e um grupo de colegas meus da faculdade. Como aquele projeto estacionou, então resolvi dar continuidade com uma coisa diferente, e foi então que o Rainhas Trágicas surgiu. Naqueles dias, jamais acreditei que meu blog poderia chegar hoje tendo uma média de 400 visualizações diárias, acumulando, até agora, um total de 70 mil. Diante disso, só posso concluir que todo esforço, cada decepção, valeram apena, diante da receptividade que gozo entre os meus leitores. A vocês, meus caros, eu gostaria de dar o meu muito obrigado, pois nunca montei este espaço pensando em remuneração (que não tenho), mas unicamente para apresentar o resultado de minhas pesquisas, trocar informações e conhecer outras pessoas também interessadas pelos temas de que escrevo.

Com efeito, ainda tenho muitos assuntos para tratar aqui, e é sempre bom ouvir a opinião de cada pessoa: que sugestões você teria para melhorar o Rainhas Trágicas? Se tiver alguma ideia bacana, envie-a para o nosso e-mail: rainhastragicas@gmail.com. Sempre levo em consideração cada mensagem, pois espero fazer deste portal o mais dinâmico e interativo possível. Destarte, tenho um pequeno presente para vocês: um papel de parede com o slogan do blog, em dois formatos distintos. Para fazer o download, basta clicar na imagem. Aproveitem!

Grande abraço!

Renato Drummond Tapioca Neto

(Escritor, administrador e proprietário do portal: http://www.rainhastragicas.com).

Monitor Padrão

Monitor Padrão

Monitor Widescreen

Monitor Widescreen

Anúncios

8 comentários sobre “Um ano de Rainhas Trágicas!

  1. Ahhh querido amigo, me fez até chorar!
    É tão gostoso sentir que considera nossa amizade tão especial quanto eu.
    Disse e volto a repetir que conhecer amigos de verdade como você, foi um dos presentes mais maravilhosos que o mundo dos Blogs poderia ter me trazido, e viva o Rainhas Trágicas, que este seja apenas um ano de muitos que virão!
    Um beijo de quem te deseja sempre o melhor!

    Curtir

    • Muito Obrigado, minha amiga. Você teve um papel muito importante nessa história, sempre me motivando e me acompanhando. Espero que esse seja o primeiro de muitos anos não só para o Rainhas Trágicas, como também para o Tudor Brasil.
      Grande Abraço de seu amigo, Renato!

      Curtir

  2. Parabéns, Renato!
    Cheguei ao seu blog trazido por incansáveis pesquisas sobre a soberana Imperatriz Leopoldina, tratada sempre com respeito por você, algo que me cativou muito.
    Desejo, de coração, que o RT comemore muitos e muitos aniversários!
    Sucesso!

    Curtir

    • Muito Obrigado, Leonardo!
      Sou um grande admirador da Imperatriz D. Leopoldina, que, na minha opinião, é um dos maiores exemplos de força na história de nosso país.
      Abraço!

      Curtir

  3. confesso que fiquei fascinada com as histórias, continuarei sempre lendo, pois admiro todos aqueles que gostam de histórias como eu, sou admiradora das histórias de reis rainhas, princesas em seus castelos e palácios, gosto de saber como eles viveram, de que eles gostavam, enfim tudo sobre eles me fascina, serei sua fã, abraços Elisangela Silva.

    Curtir

  4. Parabéns pelo Blog! Merece todo o sucesso do mundo!
    Eu mesmo fico feliz de ter conhecido ele antes de completar 1 ano!
    E gosto mais ainda de saber que foi porcausa de Ana Bolena e Maria Antonieta que vc começou esse lindo projeto! 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s