Download da matéria “Uma Senhora Soberana”, publicada na edição 2522 da Revista Veja!

A imperatriz Dona Leopoldina acaba de ganhar nova biografia, escrita pelo pesquisador em História do primeira reinado, Paulo Rezzutti. No ano em que se comemora o aniversário de 200 anos da chegada da arquiduquesa ao Brasil, as livrarias do país receberam nesta semana “D. Leopoldina: a história não contada”. Baseada em documentação pouco explorada, a biografia retraça a trajetória de uma das personagens mais célebres da história do Brasil e da Áustria, que chegou ao Rio de Janeiro para se unir ao seu esposo, príncipe D. Pedro, e 5 anos depois se viu no meio do processo de emancipação política do país, sendo uma das artífices deste movimento. Já tendo publicado anteriormente três livros sobre o primeiro reinado, “Titília e o Demonão” (2011), “Domita: a verdadeira história da marquesa de Santos” (2013) e “D. Pedro: a história não contada” (2015), com “Leopoldina” (2017) Rezzutti encerra com chave de ouro um ciclo iniciado por ele 6 anos atrás, revelando fatos dos bastidores da fundação do Brasil independente. Abaixo, deixamos o download em pdf dos scans da matéria “Uma Senhora Soberana”, publicada na edição 2522 da Revista Veja, que conta detalhes da nova biografia da primeira imperatriz consorte do Brasil:

O texto da matéria é assinado por Maria Clara Viera. Segundo a autora, “a biografia retrata com pinceladas até então desconhecidas a jovem arquiduquesa da rica e poderosa casa austríaca de Habsburgo que se casou por procuração com dom Pedro (p. 94). Sobre a documentação utilizada como fonte para a biografia, Vieira esclarece que “Rezzutti reproduz os escritos inéditos da condessa Maria Ana von Kühnburg, dama de companhia da arquiduquesa que viajou com ela ó a contragosto ó e narrou a experiência em um diário e em cartas ao pai e à melhor amiga” (p. 94). Além disso, outro fragmento da história apresentado no livro é o diário da própria Leopoldina na sua juventude em Viena, que se encontra no Museu Imperial de Petrópolis e permanecia inexplorado. O documento revela uma jovem impetuosa e divertida, que descreve com humor os reis e príncipes presentes ao Congresso de Viena, presidido pelo seu pai, Francisco I. “Os relatos da infância ajudam a desconstruir a ideia de que Leopoldina sempre foi dada à melancolia” (p. 95). A biografia já se encontra à venda nas melhores livrarias do país e na internet.

Para fazer o download da matéria em pdf, clique no link a seguir: Veja_Ed.2522_22032017_92-93

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s