O vício é masculino: virilidade e prostituição no Segundo Reinado (1850-1870)

Por: Renato Drummond Tapioca Neto O seguinte texto busca compreender o papel da prostituição na construção do masculino, problematizando a figura do cliente como principal responsável pela manutenção e propagação do meretrício no Brasil, durante a segunda metade do século XIX. A despeito do discurso moralista, que responsabiliza a mulher pelo que Michel Foucault classifica…

A “rainha do lar” e a “mulher da vida”: a construção das imagens femininas no século XIX

Por: Renato Drummond Tapioca Neto O século XIX, herdeiro da dupla revolução tecnológica e política ocorridas na Inglaterra e na França, respectivamente, assistiu à ascensão da sociedade burguesa, cujos valores e costumes se difundiram em várias partes do mundo, incluindo o Brasil. Os produtos industrializados ingleses eram largamente consumidos pela população do período, mas era…

Maria Leopoldina da Áustria: a primeira mulher a governar o Brasil Independente

Por: Renato Drummond Tapioca Neto Leopoldina de Habsburgo-Lorena é uma das personagens mais ilustres da história brasileira, principalmente pelo papel que desempenhou na emancipação política do país. Mais do que uma soberana consorte reinando em um país distante da Europa, ela promoveu um verdadeiro intercâmbio cultural envolvendo o continente europeu e o Brasil, sendo por…

O Rio de Janeiro imperial e a construção dos espaços femininos na prosa urbana de José de Alencar

Por: Renato Drummond Tapioca Neto Um dos maiores nomes da literatura brasileira, José de Alencar registrou suas impressões sobre as transformações pelas quais a cidade do Rio de Janeiro passava, especialmente nas décadas de 1850 e 1860. A literatura foi um veículo privilegiado pelo autor para registrar essas mudanças, assim como os meios de sociabilidade…