O Massacre de São Bartolomeu: como Catarina de Médici, Elizabeth I e Felipe II reagiram à chacina dos huguenotes na França?

Por: Renato Drummond Tapioca Neto Na madrugada do dia 24 de agosto de 1572, Diego de Zúñiga, embaixador espanhol na corte de França, escrevia freneticamente ao seu rei, Felipe II. Católico fervoroso, tal como seu amo, o diplomata emitia um despacho em que notificava com entusiasmo os terríveis assassinatos que aconteciam pelos bairros de Paris…

Catarina de Médici: livro aborda a face política daquela que ficou conhecida como a dama de ferro da França

FRIEDA, Leonie. Catarina de Médici: poder, estratégia, traições e conflitos – a rainha que mudou a França. Tradução de Luis Reyes Gil. São Paulo: Planeta do Brasil, 2019. O século XVI foi marcado por profundas transformações de ordem cultural, política e econômica. Enquanto o Renascimento se alastrava da Itália para os quatro cantos da Europa,…

Catarina de Médici: a construção da imagem da rainha como assassina e envenenadora!

Por: Renato Drummond Tapioca Neto Catarina de Médicis, rainha da França, permanece como uma das personagens mais vilipendiadas da história ocidental, especialmente por seu suposto envolvimento (não comprovado, diga-se de passagem), no massacre de São Bartolomeu, chacina que ceifou a vida de milhares de protestantes huguenotes no dia 24 de agosto de 1572. A partir…

A rainha sob a pena de um romancista – resenha de “A rainha Margot”, de Alexandre Dumas.

DUMAS, Alexandre. A Rainha Margot. Tradução de Bruno Ribeiro de Lima e Lara Neves Soares. Barueri, SP: Amarilys, 2016. Personagem hoje bastante conhecido tanto na literatura quanto no cinema, Margarida de Valois (Margot) foi uma das mulheres mais extraordinárias da história da França, tendo levado uma vida bastante incomum para outras princesas de seu tempo.…